29 de janeiro de 2019 às 16:47

Marilac pensa em processar Nego do Borel após polêmica: "Quero respeito"


Foto: Reprodução

Luisa Marilac refletiu sobre o dia da visibilidade trans, nesta terça-feira (29), e comentou sobre a polêmica recente com Nego do Borel. A Youtuber comentou que tentou um acordo com um cantor para evitar processá-lo, mas como não teve um retorno, não descarta ir à Justiça.

"Todo mundo sabe que sempre segui o Nego do Borel, sempre tive um grande carinho, até o dia que ele me magoou. Sou muito criticada porque as pessoas falam que tenho que processar. Sabem por que não movi uma ação contra o Nego do Borel? Porque minha equipe entrou em contato com a equipe dele pra ver se a gente conseguia um processo de conscientização, que ele falasse um pouco nas redes sociais dele sobre a causa transgênero, sobre o gay, entendesse um pouco mais do assunto, pra ajudar nesta causa devido àquele vacilo que ele deu", disse Marilac em seu canal no Youtube.

"O tempo se passou, o assunto já está morrendo, graças a Deus. Sou uma pessoa que nunca precisei me envolver em polêmica pra aparecer. A gente está esperando uma posição do Nego do Borel, pra ver a decisão que ele vai tomar... Quero que ele ajude uma causa. Que depois de me ter feito mal, pague com o bem. Acho que de uma forma vai limpar até a imagem dele", completou.

Luisa disse que até o momento não teve nenhum retorno de Nego e sua equipe para saber se ele topou falar sobre o assunto nas redes sociais.

"Pedi pra minha advogada pra eles se informarem, ir lá conhecer, doarem. Fazer alguma coisa por essa minoria que é esquecida. Quem bate, esquece, quem apanha nunca esquece. Tentei de uma forma e não consegui. Vou entrar em contato com meus advogados pra ver os trâmites legais. Se for o caso de ter que entrar na Justiça, não faço questão de nenhum tostão, será revertido em alguma causa trans, gay. Não quero e nem preciso de nenhum dinheiro dele. Quero respeito, não quero aceitação", completou.

A assessoria de Nego do Borel disse ao UOL que foi pega de surpresa com o vídeo da Marilac. "Existe sim um contato, só que o Nego quer fazer qualquer tipo de ajuda, sem alarde, sem precisar postar nas redes sociais. O Nego errou, ele se arrependeu e não quer ficar mantendo vivo esse assunto. Pra gente já foi, não entendemos mesmo o porquê da Luiza ter colocado isso. Talvez ela queira uma pressa, mas pro Nego, agora, se ele organizar qualquer organização LGBTI+ vai acabar causando mais alarde e é isso que ele não quer", disse o representante do artista.

A assessoria disse ainda que a equipe do cantor está em contato com outras personalidades militantes do movimento LGBT para uma ação.

Nego do Borel adiou a gravação do DVD que faria nesta terça-feira no Rio de Janeiro, após uma polêmica envolvendo Luisa Marilac. Ainda não foi divulgada uma nova data para as filmagens do show.

"Nos últimos dias tenho tentando aprender o significado de tudo que está acontecendo. Descobri que o dia 29 de janeiro, dia [da gravação] do meu DVD, é o Dia de Visibilidade Trans. Então, em respeito a todas as pessoas que eu feri da comunidade LGBTQ+, em respeito a amigos que convidei para gravar o DVD comigo, pensei, sentei com minha galera, conversei com todo mundo, e deixei para gravá-lo em outro momento", disse o artista em vídeos publicados nos stories do Instagram.

"Acho que agora não vai ser momento de comemoração. Vai ser momento de reflexão. Quero agradecer a todos e dizer que o que fiz não foi certo. Quero pedir para a galera que me segue a procurar entender sobre comunidade para poder não ferir ninguém, porque todo mundo merece amor e respeito", completou.

Entenda o caso

A polêmica com Nego do Borel começou após o cantor chamar de "homem bonito" a travesti Luisa Marilac, conhecida pelo bordão "e teve boatos de que eu estava na pior". Na ocasião, Luisa ficou incomodada com a reação. "Onde você está vendo um homem aqui? De coração, gosto muito do seu trabalho, acho você um homem lindo. Seu comentário me deixou passada".

Dias depois, Nego foi vaiado quando subiu ao palco do ensaio do Bloco das Poderosas, da cantora Anitta, no Rio de Janeiro. Aos gritos de "fora", ele cantou por cerca de 3 minutos. Ao fim da apresentação dele, Anitta pediu a palavra para se direcionar ao público LGBTQ+ e depois se manifestou em sua rede social.

Com a repercussão negativa, Nego fez diversos vídeos falando sobre o assunto e pedindo perdão. "Estou aqui, mais uma vez, para me desculpa sobre o comentário que eu fiz da Luisa [Marilac]. Brinquei com uma coisa muito séria, que eu não sabia o quanto era importante e hoje eu sei, hoje eu estou aprendendo", disse.

"Eu já vivi muito preconceito, sabe? Tá doendo muito dentro de mim ter que abrir meus comentários e ver as pessoas falando que sou transfóbico, que sou homofóbico, que eu sou um lixo, para eu voltar para o buraco de onde eu vim. Eu realmente errei muito. Eu realmente estou muito triste. Eu não sabia o quanto era importante isso, não tinha entendimento", declarou ele.

Após o caso, vários artistas cancelaram suas participações no novo DVD do cantor, como Luísa Sonza e Ludmilla.

Por fim, Luisa Marilac aceitou o pedido de desculpas de Nego do Borel. Em vídeos divulgados no programa "Fofocalizando", do SBT, e "A Tarde É Sua", da RedeTV!, ela disse que o perdoa e pediu o fim do "linchamento" do funkeiro.

"Acho que só quem pode perdoar é Deus, mas se isso alivia o seu coração, porque o meu já está aliviado, tem sim perdão. Perdoo ele, que siga o destino e o caminho dele e que seja feliz", afirmou Luisa Marilac ao SBT. "Sou contra esse linchamento. Os puxões de orelha que ele levou o farão evoluir", disse ela à RedeTV!.

Fonte: Marcela Ribeiro do UOL

comentários

Estúdio Ao Vivo