NEWS

 

 

 

Noticia publicada dia 17 de Maio de 2017

 

 

Foto: Reprodução

Por: G1

 

 


Rio Sem Homofobia enfrenta problemas por causa da crise no RJ

 

 

No Dia Internacional de Luta contra a Homofobia, o programa Rio Sem Homofobia tem dificuldade para funcionar por causa da crise no Governo do Estado do Rio de Janeiro. De acordo com o Bom Dia Rio, a média de atendimento era de 13,5 mil casos por ano. Este ano, apenas 617 casos foram atendidos.

O órgão chegou a fechar as portas e só retomou os atendimentos na terça-feira (17), mas ainda não funciona em sua totalidade.

“Nós retomamos o programa ontem, com o atendimento psicológico, com os advogados e assistentes sociais, mas ainda estamos reduzidos na questão do 0800, que vai estar atendendo de 10h às 17h”, explicou Fabiano Abreu, coordenador do Rio sem Homofobia.

Os funcionários do Rio Sem Homofobia estão sem receber há três meses, mas a expectativa de que os pagamentos sejam regularizados.

“Ontem recebemos o contato do Secretário de Fazenda que, até sexta, estarão sendo realizados os pagamentos”, destacou Abreu.

Mesmo com a crise, o Rio Sem Homofobia promove o 1º Seminário Estadual de Combate à LGBT Fobia, que será realizado em São João de Meriti, na Baixada, no colégio Fluminense. O evento acontece a partir das 14h e tem entrada gratuita. A ação é uma parceria com a prefeitura da cidade.


 

 

     

 

 

 

 

 

 

Imprimir

Clique aqui para Imprimir

Voltar

Clique aqui para voltar

 

 

 
 

 

PARCEIROS

 
Copyright © 2006 - 2016 Sérgio Calcki ®.  Todos os direitos reservados         |         Desenvolvido: Comunicação Imagem